Este é um tema que pode ser longo, confuso e de muitos campos (do conhecimento e de atuações), restringindo, neste texto, a consciência pela ciência e no cérebro.

            Na revista Super Interessante, numa reportagem em 2007, com a pergunta: O que é a consciência?Para Susan Greenfield, pesquisadora da Universidade de Oxford, a consciência não é um lampejo, mas um contínuo de conexões dos seus neurônios, que vão ocorrendo do momento em que você nasce até o fim da sua vida. A cada nova experiência, seu cérebro faz uma representação mental que é armazenada em sua memória. Ao comer uma comida diferente, por exemplo, surgiria uma mudança nas conexões do seu cérebro.

A consciência tem diversas funções, mas quero trazer à luz, a sua propriedade de contribuir em nossas escolhas. O dia inteiro estamos escolhendo desde de uma simples decisão e até a mais complexa, que pode mudar a nossa vida e de tantos outros. E com a nossas experiências, consequências de nossas escolhas e que se multiplica em milhares de vezes as nossas conexões neurais, “quanto mais o mundo passa a ter significado para você, mais conexões são feitas em seu cérebro”, diz Greenfield.

E assim, quanto mais as conexões, maior é a possibilidade da escolha e a chance de decidir com a maior visão. O que faz de você é a soma de todas as representações que você faz dos outros e do seu ambiente, que podem se expandir a cada dia, desde que você mantenha sua consciência aberta.

            Nem sempre nossas experiências desde da infância até a fase adulta, pode ser boa, ao contrário, são experiências ruins, tanto internamente quanto no nosso ambiente. Alguns traumas, por sofrimentos que não passam, sintomas de depressão, crises de ansiedade deixam a nossa consciência “deformada”, e consequentemente a nossa visão distorcida da realidade. A realidade também é um conceito vasto e vou dedicar um texto para este conceito.

É exatamente aí que a psicologia geralmente entra, como um facilitador para você obter recomeços, chances por outras escolhas, de olhar com outras lentes: a sua vida, o mundo e os outros.

Dê uma chance a você;

Dê mais uma chance a você;

Não desista de você.

Thelma Domingues

Psicóloga e Psicopedagoga Clínica - CRP: 05/56218

Compartilhe!

Posts recentes

Vamos conversar?

Entre em contato – por WhatsApp

Newsletter